Muita treta e confusão nas redes sociais após duas tragédias totalmente diferentes.

Tudo começou quando a barragem da cidade de Mariana (MG) se rompeu, o que praticamente acabou com o sub-distrito de Bento Rodrigues, onde foi o local mais afetado. Várias famílias perderam tudo o que tinham, pessoas morreram e outras ainda estão desaparecidas. Logo após houve muita comoção nas redes sociais: Imagens, vídeos, documentos e entrevistas foram compartilhados e comentados massivamente por toda a internet. Tudo envolvendo críticas as empresas responsáveis, as organizações fiscalizadoras, órgãos regulamentadores e qualquer outro que tivesse algum “pingo” de culpa relacionada a tragédia.

Uma semana depois, também vimos outras tragédias: Vários ataques terroristas consecutivos que ocorreram em Paris, onde várias pessoas inocentes foram mortas cruelmente por tiros e bombas.
Novamente as pessoas se comovem na internet. Desta vez, toda a internet “se volta” para este acontecimento.

“Mas o que aconteceu com as vítimas de Mariana?”, “Ninguém se importa com os mortos de Minas Gerais?”, “Só a França que importa? E o Brasil?”…

Estes e vários outros questionamentos foram surgindo e ganhando mais força na internet. Principalmente depois que o Facebook disponibilizou uma ferramenta que colore sua foto do perfil com as cores da banda da França.
Mas será que as pessoas realmente se esqueceram das vítimas de Mariana? Será que o mundo se importa mais com a França? Discutiremos a seguir:

1# Cadê a bandeira de Minas Gerais?

comentario minas 01

Isto realmente “incomodou” muita gente. Várias pessoas se gladiaram umas com as outras porque colocaram a bandeira da França no perfil, alegando que elas se importaram mais com ela do que com o Brasil. Um pouco desta culpa é do Facebook, até porque o próprio não criou uma moldura diferente para o perfil. De que adianta ficar discutindo com estas pessoas quando as mesmas só tinham a opção de se solidarizar com a França? Ou você quer que todo mundo fique compartilhando fotos de gente soterrada e morta? Você pode até dizer: “É só colocar uma bandeira de Minas Gerais no perfil”, mas conhecemos as pessoas, sabemos que nem todos querem ter todo este “trabalho”. Convenhamos que clicar em um simples botão para mudar a cor do perfil é muito mais fácil.
Alguns usuários (principalmente os mais radicais) fizeram questão criar uma moldura na foto do perfil ou até mesmo utilizar a bandeira de Minas Gerais só para incomodar o “time da França”, tudo isso como uma forma de protesto. Já criaram até um aplicativo para edição das fotos com esta marca d`água:

app minas gerais

Link desta página

Não adianta ficar reclamando do Facebook, dizendo que não se importam com o Brasil e blá blá blá… O Facebook faz o que quer e nem se quisesse, poderia criar uma “homenagem” as vitimas de todos os eventos que acontecem neste mundo.
Querendo ou não, um atentado terrorista é uma “novidade” na França, e por isso houve tanta comoção. Mas isso comentaremos no próximo tópico.
De qualquer forma, se você ainda está indignado com esta atitude do Facebook, quem somos nós para dizer que você está errado, não é mesmo?! O fórum do Facebook está aí para isso.

2# A culpa é do Facebook!

Na verdade a culpa não é só do Facebook, mas grande parte sim….
Em abril a BBC publicou uma notícia falando sobre um ataque à universidade do Quênia. Após os ataques na França, os usuários acessavam o site e também visualizavam a notícia  (pelo fato de ser relacionada). A notícia era compartilhada por muitos que ao menos tinham lido, achando que também estavam acontecendo agora. Sabe qual foi o resultado? 100 milhões de visualizações em apenas 2 dias!
Tudo isso, porque a rede (e principalmente o Facebook) trabalha com relevância, tudo o que é novo e mais acessado tende a “assumir o lugar” dos conteúdos menos vistos naquele momento. Quanto mais interação dos usuários, mais chance daquilo aparecer para você, mesmo não sendo do seu interesse.
A relação dos assuntos também influencia muito nisso, como você pôde ver no exemplo anterior. Tenha certeza que se outra catástrofe ambiental ocorrer agora, o assunto de Minas Gerais vira a tona novamente.

Caso você queira conferir hoje, a questão da exibição de ambos conteúdos (tanto França ou Minas Gerais) já está quase que equivalente, de um modo geral, é claro.

3# A mídia também fez sua parte…

É claro que em outras partes do mundo os usuários também ficaram putos se irritaram com a grande cobertura deste ataque na França, mas não adianta criticar! A mídia não quer mostrar tudo, apenas o que as pessoas querem ver. Se o assunto é relevante e todos estão querendo informações, a mídia vai atrás!
Imagine a situação: Se uma notícia com o seguinte título sai agora “Homem bomba explode no Iraque” e minutos depois outra sai outra nomeada “Homem bomba explode nos E.U.A”, qual lhe chamaria mais a atenção? Provavelmente a segunda, porque estamos “acostumados” com situações deste tipo no Oriente Médio.
Mas também temos que considerar vários outros fatores, incluindo que existem rumores de que o próprio governo e grandes empresas envolvidas estão omitindo muitas informações. Os motivos e meios disto não serão discutidos aqui.

4# Resultados da treta

Infelizmente, existem muitos “Maria vai com as outras” e vários brigões só estão nessa briga por causa de outros que se sentiram ofendidos e menosprezados pela “falsa mídia”, já que os afetados são nossos vizinhos. Estes que só “pegaram carona” geralmente não sabem de nada, não se informam e só querem saber de confusão.
Este sentimento de dor pelo próximo é normal, mas não podemos de forma alguma comparar as duas tragédias. Ambas ocorreram de forma diferente, por motivos diferentes e obviamente, em locais diferentes.

Nossa opinião

Se você está nesta briga apenas para entrar na “modinha”, já fez várias críticas as fotos e comentários das pessoas que se solidarizaram com a França, fica aqui nosso recado para você:

E para você que realmente se revoltou com o Facebook e com a mídia, entenda que infelizmente as coisas funcionam assim.
Devemos continuar “incomodando” e questionando os mesmos em seus canais de comunicação e fóruns, mas sem falta de educação e comentários ridículos. Desta forma, ninguém nos dará atenção.

Fontes de algumas informações: BBC e RFI Brasil

Está gostando do conteúdo?

Está gostando do conteúdo?

Se sua resposta foi sim, toca aqui 0e cadastre seu e-mail aqui em baixo. Mandaremos novidades do TP Blog diretamente em seu e-mail para que você nunca perca nossos melhores conteúdos. Garanto que não vamos incomodar.

Basta ir em seu e-mail e confirmar a inscrição (Dica: Olhe no SPAM, vai que....)

Pular para a barra de ferramentas