Diário de um TI #1 – Porque as vezes você também precisa ouvir o cliente!

Olá galera! Hoje daremos inicio a uma série de episódios e peripécias da vida de todos que trabalham com TI: O Diário de um TI.
Inicialmente postaremos as desgraças coisas que aconteceram e acontecem comigo e com o pessoal da equipe do TP Blog, mas logo também publicaremos as que forem enviadas por nossos leitores (contanto que nos enviem). Isso sem contar que as melhores serão selecionadas para… isso é surpresa, logo anunciaremos aqui! 😉
Sempre que pudermos, deixaremos uma recomendação ao final das histórias, para que vocês ao menos tentem não passar pelo mesmo.

Contatos do autor: Facebook e Twitter

Como aconteceu…

Certa vez um cliente já conhecido me trouxe seu computador para formatar. Pediu para apagar tudo o que tinha e que reinstalasse o sistema operacional.
Eu sabia que ele possuía muitos arquivos e tentei explicar que talvez nem fosse necessário formatar, provavelmente uma simples reparação resolveria seu problema. Ele disse que não precisava e que se eu quisesse, poderia me livrar de tudo. Você sempre deve ficar com “um pé atrás” quando te dizem isso…

Até que fiquei pensativo, mas como sempre quis ajudar (e nunca me ferrar), efetuei uma reparação em seu computador. Afinal, você não ficaria feliz por ter seus arquivos recuperados? Quem não ficaria?

Confesso que não foi nada fácil reparar o sistema quase me arrependi, mas finalmente deu certo…

“Poxa, ele vai ficar muito feliz, vou devolver o computador reparado e com os dados recuperados!”

Quando o sistema inicializou…

Aquela tela de “Bem vindo” do Windows me deixou muito feliz, fiquei só aguardando carregar e de repente… O meu único deseja naquela hora era poder desver aquilo! É a última coisa que eu imaginaria como wallpaper de um computador!

Imagine uma idosa (isso para ser modesto, porque a idade daquela mulher com certeza passava dos 80), peluda e com uma lingerie preta.. ainda me lembro do chicote na mão dela. Aquela cena foi horrível!  Eu não sabia se ria, se vomitava, se jogava aquele computador no chão, simplesmente fiquei ali parado sem saber o que fazer!

Você também vai gostar disso...

O que eu aprendi naquele dia:

Tudo bem, você nem sempre precisa ouvir seu cliente, apenas deve fazer o que é correto. Mas em certas ocasiões deixar de ouvi-los vai lhe trazer mais arrependimento ainda. Por isso, pense bem antes de querer ser muito “bonzinho” ou fdp!

Até a próxima desgraça história e até mais!

Já conferiu a Parte 2? Clique aqui e confira!

Também tem alguma história pra contar? Clique aqui e confira como!

Não deixe de cadastrar seu e-mail em nosso site e nunca perca nossas publicações e novidades!

Increva-se e receba nossas novidades!

Increva-se e receba nossas novidades!

Cadastre seu e-mail e receba toda semana nossas novidades! Além de ser totalmente gratuito, você ainda se mantem atualizado com nossas postagens.

Uhu! Agora você receberá nossas novidades.