Um dos termos que está em ascensão principalmente no Marketing Digital é o CRO (Conversion Rate Optimization ) que seria algo como “Otimização da Taxa de Conversão“. Na verdade, são técnicas para que você consiga converter mais utilizando os mesmos recursos que você já tem.

Hoje vamos dar um pequeno overview a respeito.

A busca por mais acessos:

Para começar, um disclaimer. Existem alguns termos e técnicas que vou mencionar que talvez você não conheça. Deixe nos comentários suas dúvidas para que possamos responder. Se for algo que muita gente está na dúvida, faremos um post a respeito.

Durante um bom tempo, uma das maiores preocupações das empresas (independente do porte) era conseguir muitos acessos. Quanto mais melhor. Eram investidos muitos e muitos reais em campanhas no Google Adwords, redes sociais e parcerias com vários meios de comunicação on e off line para que seu site tivesse muitos e muitos acessos. Depois de um tempo, as pessoas começaram a se perguntar, pra que?

Em dado momento, se percebeu que ter acessos só era significante se você tivesse algum tipo de modelo de negócio que te beneficiasse de acordo com o número de acessos que você tem ou pageviews. Isso já aconteceu nos primórdios do TP Blog.

A cerca de 05 anos atrás, ainda quando o site era o Tecnopage, fizemos uma campanha cuja a remuneração dependia do número de visualizações de um vídeo. Ganhamos cerca de USD 0,06 por visualização.

Em algum momento, percebeu-se que o número de visualizações não garantiria necessariamente mais sucesso em seu objetivo, seja qual for. Deu-se mais importância para a qualidade e menos para a quantidade.

Um resumo sobre conversão:

A tão sonhada conversão é o que as empresa querem, mas muitas não tem a mínima noção disso. Apesar de tudo que temos de material disponível, muitas empresas ainda não perceberam que todo site (falando especificamente de sites) tem um objetivo, ou seja, tem um motivo para existir, ou pelo menos deveria ter. Quando isso fica claro, entendemos que no final, esse objetivo pode ser chamado de conversão, ou seja, a ação que é esperada do visitante para aquele site.

Alguns exemplos de conversão muito comuns é um cadastro em uma newsletter, ou então, uma compra de algum produto na loja virtual. Não importa. O que se percebeu é que a taxa de conversão ( % de visitantes que são convertidos ) pode ser otimizada e em alguns casos não é necessário que se tenha um aumento no número de visitas.

CRO na prática:

O CRO são técnicas que utilizamos para otimizar o site (mais uma vez, falando especificamente de sites) e aumentar cada vez mais a conversão, ou seja, cada vez mais visitas convertidas com o mesmo custo.
Ele é muito mais focado em otimização do que em investimentos em novos recursos é fazer mais com o mesmo.

Um exemplo rápido, você tem uma loja online que vende 100 produtos com 10 mil acessos por mês. O que fazer para vender o dobro com esses mesmo 10 mil acessos?

Mas que tipo de otimizações?

Ok, já entendemos que precisamos fazer otimizações para conseguir mais com o mesmo, mas especificamente o que são otimizações? Alguns exemplos em lista:

  • Melhorias na velocidade do site
  • Melhorias de Layout
  • Melhoria na usabilidade
  • Utilizar ou aprimorar os CTA presentes no site
  • Formatação (legibilidade) dos textos
  • Imagens e Fotos
  • Revisar/começar/melhorar seu SEO
  • Melhorar suas campanhas de Marketing

Ou seja, não existe uma fórmula de sucesso. Tudo depende de diversos fatores e deve ser analisado caso a caso, mas uma das principais tarefas é entender e entender de verdade o que você tem hoje. Qual é o cenário atual? O quanto você está perto de sua conversão?

Vale mesmo a pena?

Sim! Existem vários benefícios quando você se propõe a “investir” no CRO. Acredito que o primeiro é que para isso você precisa de autoconhecimento profundo, afinal, você tem que entender seus pontos fortes e fracos para poder fortalecer e melhorar. Se você não conhece bem o cenário atual de seu site, então existe uma chance bem grande de você fracassar ou então achar que está indo bem, mas na verdade não.

Além disso, o CRO tem como premissa que você não aumente o investimento financeiro, o que no geral é bom. Ele te estimula a investir tempo e dedicar a realizar melhorias importantes em seu site/produto.

Você aprende muito, muito mesmo sobre seu site, seu negócio, seu produto, seus cliente e tudo que envolva sua operação. Fora isso, você possivelmente terá vários insights a respeitos desses assuntos.

Você aprende á analisar com base em dados e não em achismos.

Dicas Finais:

  1. Confie no poder dos dados e não em achismo: Você possivelmente pode ter concepções diferentes da realidade. Confie em números que você dimensionou e no que eles te dizem.
  2. Seja honesto com você mesmo: Quando você analise os números, nem sempre eles são tão favoráveis. Seja honesto com você e admita que podem ter ocorrido erros no processo. No geral isso é ótimo, significa que você tem muito que melhorar.
  3. Faça testes A/B: Os famosos testes A/B. Não tenha medo de testar, testar e testar. Eles vão te ajudar a entender de fato a recepção das suas otimizações.
No CRO é sempre importante o Teste A/B

Os famosos testes A/B são muito utilizados quando queremos testar versões do site, mesmo que as mudanças sejam mínimas podemos tirar muitos dados.

Enfim, espero ter ajudado você de alguma forma. Se ficou alguma dúvida ou algo assim deixe seu comentário. Quando possível prometo responder. A sim, se quiser receber dicas e notícias se inscreva na Newsletter (caso não tenha feito ainda).

Abraços.

 

Mudamos nossa linha editorial recentemente. Veja mais detalhes.